Nosso corpo é nossa casa: não importa se você é jovem ou velho, saudável ou doente, duro ou flexível, magro ou gordo, bonito ou feio. Importa, como diz Swami Dayananda, que existem corpos vivos e corpos mortos. E, se você estiver de fato lendo isto, é porque você deve ter um corpo vivo. Porque você está vivo! E, se você estiver de fato vivo e ciente disso, lembre que sempre haverá um método de Yoga do qual você possa beneficiar-se.

O Yoga nos ensina a pensar com o corpo: através da investigação constante, os yogis da antiguidade descobriram que fazer exercícios físicos de forma ritual (ásanas, em sânscrito) pode trazer enormes conseqüências ontológicas. Ou seja, torna você apto a responder àquela pergunta, 'quem sou eu?' sem que a resposta seja necessariamente 'o mesmo idiota de sempre'.

As tradições hindus nos ensinam que na matéria existe consciência e que na consciência existe energia. O yogi busca a inteligência que está escondida no corpo: este é o ponto de partida para descobrir quem realmente somos.

O Yoga quer dar um corpo novo ao praticante, que ele mesmo irá construir, célula por célula, fibra por fibra. Usando esse novo corpo como instrumento, ele poderá avançar a passos largos em direção à iluminação, que é a meta do Yoga. O único que se precisa ter é muita disposição e força de vontade. Um velho ditado hindu diz:

O verdadeiro heroísmo está em conquistar sua própria natureza.

Lembre então que seu corpo é uma casa muito especial: o corpo humano não é apenas matéria inconsciente ou uma carcaça habitada por uma mente limitada, mas uma realidade vibratória animada pela mesma consciência que anima o próprio universo. Por isso, deveríamos deixar de vê-lo como algo diferente do nosso ser \\\"invisível\\\".

Pense no seu corpo como um receptáculo de energia cósmica, um aglomerado de átomos conscientes, construído à imagem do cosmos. A consciência vibra em cada uma das suas células, está presente em todos seus tecidos!

O Yoga afirma que você é pura existência. Toda divisão cartesiana do tipo corpo-mente, carne-espírito, etc., é pura especulação. A diversidade aparece dentro da unidade, sem separar-se dela. A existência é uma continuidade que se estende desde o espírito até o aspecto mais denso da matéria.

A filosofia do Yoga nos vê como um reflexo do universo. A energia criadora que constrói o mundo se manifesta também no homem, que não está separado nem é diferente dele, pois energia e consciência não são coisas separadas.

A física quântica pensa igual que o Yoga: o universo é um verdadeiro mar de energia. Se a matéria é de fato vibração, então o corpo humano, que faz parte do mundo material, também é energia. Consciência e energia são dois aspectos da mesma realidade. E você está aqui, vivo e respirando...

Então, o que você está esperando para assumir sua condição divinal?

    COMENTÁRIOS

    Comentar artigo