Tradução do nome desta postura:

urdhva = para cima, mukha = rosto, face, svana = cachorro ==>
postura do cachorro olhando para cima

Vyasa, o mais importante comentarista de Patañjali, disse que 'o asana torna-se perfeito quando desaparece o esforço por realizá-lo, de forma que não haja mais movimentos no corpo. Igualmente, sua perfeição cumpre-se quando a consciência transforma-se em infinito, isto é, quando faz da idéia do infinito o seu próprio conteúdo.'


Dicas de execução:

Se você não tiver intimidade com a prática do surya namaskar (saudação ao sol), inicie o urdhva mukha shvanasana a partir do chão.

Faça os bandhas do períneo e do abdômen, mula e uddiyana bandha.

Os dorsos dos pés estão separados na largura dos quadris, apoiados no chão, paralelos entre si, e alinhados com as canelas.

Perceba os pontos de contato e a pressão das mãos no chão, que deve ser uniforme. Mantenha os metacarpos firmemente apoiados no tapetinho.

Relaxe os glúteos para manter espaço na região lombar. O cóccix aponta para o chão, e não para os calcanhares. Assim, você evita comprimir as vértebras lombares.

Priorize, portanto, a extensão da região dorsal, e não a da região lombar.

Mantenha o esterno voltado para frente e para cima.

A pele dos ombros deve ficar girada para trás, em direção às escápulas.

Evite largar o peso da cabeça para trás, enrugando a pele da nuca e colocando em risco as articulações cervicais.

Os quadris e os ombros ficam paralelos ao chão.

O cóccix volta-se em direção ao chão, em posição neutra.

O osso pubiano está voltado para frente. Reduza a distância entre ele e o umbigo, fazendo uddiyana  e  mula bandha.

Coloque o músculo serrátil para dentro e para cima, recolhendo o umbigo em direção às vertebras dorsais.

Mantenha a compressão da língua no alto do palato mole (khechari mudra) e coloque a atenção na região da garganta.


Atenção:

Estas dicas não substituem um professor de Yoga. São disponibilizadas apenas para que o praticante possa aprimorar sua técnica e sua prática pessoal. No início, a prática sob a supervisão cuidadosa de um instrutor preparado e competente é essencial para o sucesso na prática, bem como para evitar lesões. O autor não se responsabiliza pelo mal uso que possa ser feito destes textos.

    COMENTÁRIOS

    Comentar artigo

  1. Cláudia Silveira


    Responder


  2. Maria Teresa

    Olá, pessoal! Quero deixar meu comentário sobre esse site e dizer que, como professora, ou mesmo para quem quer se aprofundar nos asanas, não existe nada melhor do que esse site aqui. Sinto que o Pedro compartilha seus conhecimentos com sabedoria. Ninguém perde por passar conhecimentos para os outros, porque eles são universais. Eu vejo os asanas, a explicação de como executar e também sobre a postura e seus benefícios... tudo muito rico e de excelente qualidade. Parabéns! A energia que vem é muito especial! Vou me programar para estar aí participando de algum evento com vocês. Abraços, Namaste.
    Responder