Tradução do nome desta postura:

adho = para baixo, mukha = rosto, face, svana = cachorro;
postura do cachorro olhando para baixo

 


 

Dicas de execução:

Inicie o adho mukha shvanasana a partir do chão, ou do urdhva mukha shvanasana.

Observe como, ao entrar nesta postura, naturalmente surgem os bandhas da parte inferior do tronco.

As plantas dos pés estão paralelas entre si, afastadas na largura dos quadris.

Os arcos dos pés estao ativos e elevados.

As pernas estão estendidas ou um pouco flexionadas, caso você perceba que seu cóccix fica apontando para a parede atrás das suas costas.

Perceba os pontos de contato e a pressão das mãos no chão, que deve ser uniforme. Não afaste demasiado os dedos, para não perder força, nem os deixe demasiado próximos.

Mantenha os metatarsos dos pés e os metacarpos das mãos firmes no chão.

Observe se as patelas estão elevadas, percebendo as espirais de energia ascendendo ao longo das pernas, a partir dos pés, e de for a para dentro.

O cóccix aponta para o encontro entre a parede e o teto, atrás e acima, e não apenas em direção vertical. Assim, você evita comprimir as vértebras lombares, ou sobrecarregar ou machucar seus ombros.

Verifique se os processos espinhosos da região lombar estão para dentro.

Priorize o encaixe da parte superior do tronco. Se for preciso, mantenha os calcanhares elevados ou flexione um pouco os joelhos.

Cuide para que haja espaço entre o queixo e o esterno. Evite tensionar a garganta.

As escápulas ficam apontando para a parte inferior do tronco, abertas.

Os ombros e os joelhos ficam aproximadamente na mesma distância do chão.

Respirando nas costelas posteriores e laterais, ative o músculo serrátil, de maneira a recolher o umbigo em direção às vertebras dorsais.

Mantenha a compressão da lingua no alto do palato mole (khechari mudra) e coloque a atenção na garganta enquanto escuta o som da sua respiração sussurrante (ujjayi).

 


 

Atenção:

Estas dicas não substituem um professor de Yoga. São disponibilizadas apenas para que o praticante possa aprimorar sua técnica e sua prática pessoal. No início, a prática sob a supervisão cuidadosa de um instrutor preparado e competente é essencial para o sucesso na prática, bem como para evitar lesões. O autor não se responsabiliza pelo mal uso que possa ser feito destes textos.

    COMENTÁRIOS

    Comentar artigo