Sarvāṅgāsana é a inversão sobre os ombros, um dos āsanas fundamentais do Haṭha Yoga. Tradução do nome desta postura: sarva = todos, aṅga = membro; "postura de elevação de todos os membros"

 

 

 

 

 

\\\

 

 


Dicas de execução.

 

 

Para iniciar, você pode colocar um cobertor dobrado em oito partes sob os ombros, fazendo uma plataforma firme para manter o pescoço fora do chão, proteger a região cervical e evitar o excesso de compressão nesta área.

Deitado de costas, una as pernas e eleve-as sem impulso, juntas e estendidas, enquanto inspira fundo. Caso isso não seja possível, recolha as pernas em direção ao tórax e eleve-as verticalmente quando os joelhos estiverem por cima da linha do rosto.

Depois, eleve o tronco aos poucos, vértebra por vértebra. Ao fazer esta parte do movimento de elevação, espire.

Segure o peso das pernas e o tronco com as mãos, apoiadas nas costas, na altura das costelas.
Mantenha os braços paralelos entre si.

Mantenha ativos os músculos pélvicos, o períneo, o baixo ventre e as partes internas das coxas, para ficar estável e sem tremer no ásana.

A pélvis deve ficar perpendicular ao solo. O osso pubiano fica para frente, mas sem compressão na região lombar. Na medida do possível, as pernas se estendem juntas na direção vertical.

Alternativamente, poderemos aproximas os pés do chão atrás da cabeça, formando assim a postura do arado, halāsana, conforme a fotografia abaixo, ou fazer as demais variações possíveis que se sugerem nas seguintes imagens, desde que o nosso corpo receba bem estas possibilidades.

Observe sua respiração na postura. Perceba sua vitalidade aumentando na permanência. 

Após esta postura, deve fazer-se o matsyāsana, a postura do peixe, à guisa de compensação.

Vyasa, o mais importante comentarista de Patañjali, disse que \\\'o ásana torna-se perfeito quando desaparece o esforço por realizá-lo, de forma que não haja mais movimentos no corpo. Igualmente, sua perfeição cumpre-se quando a consciência transforma-se em infinito, isto é, quando faz da idéia do infinito, seu próprio conteúdo.\\\'

Procure não se esforçar além da conta para fazer estes exercícios. Em vez disso, concentre-se na sensação de simplesmente ser dentro do Yoga.

Lembre que os ásanas tornam-se Yoga somente quando forem feitos com plena consciência.

Evite fazer esta postura se você tiver hipertensão arterial ou alguma cardiopatia, glaucoma ou hérnia cervical. Ela é igualmente desaconselhada no primeiro trimestre e no nono mês da gravidez, bem como durante o período menstrual.

 

 

 


 

Outras variações:

\\\

halásana

 


 




\\\

karnapidásana

 


 

 

\\\

urdhva padmásana

 


 

Atenção:

Estas dicas não substituem um professor de Yoga. São disponibilizadas apenas para que o praticante possa apreciar diferentes possibilidades e, se for o caso, aprimorar sua técnica e sua prática pessoal. 

No início, a prática sob a supervisão cuidadosa de um instrutor preparado e competente é essencial para o sucesso na prática, bem como para evitar lesões. O autor não se responsabiliza pelo mal uso que possa ser feito destes textos.

Namaste!

 

 

 

 

 

Leia também

  • Conheça os bandhas do Hatha Yoga

    A palavra bandha significa em sânscrito "fecho" ou "fixação". Traduz-se como "contração". Deriva da raiz bandh, que significa ligar, fixar


    entrevista com Pedro Kupfer
  • Como montar uma série equilibrada de ásanas

    Este é o primeiro de uma série de três textos breves, cujo tema é a construção da prática pessoal. Ele se complementa com Elementos essenciais para montar uma prática completa de Hatha Yoga e Dicas importantes para praticar, que estão disponíveis neste mesmo site. Esperamos que eles sejam úteis para estimular a sua prática pessoal.


    Pedro Kupfer
    COMENTÁRIOS

    Comentar artigo

  1. Camila weber

    Olá, conteúdo maravilhoso. Não aparecem as imagens dos artigos para mim. Também não consigo fazer o cadastro no site. Sabem dizer sobre isso? Om
    Responder


  2. Maria Perpétua de Maffra Chaves

    Excelente a forma do prof. Kupfer de apresentar os ásanas. Não fica dúvida. Além dos retratos, mostrando as posturas, a explicação. Sublime tanta dedicação ao Yoga. Om.
    Responder


  3. Isabela

    Olá! Eu gostaria de ter informações sobre a prática de Yoga e os locais para isso em Florianópolis, algumas técnicas, etc. Estou interessada, pois tenho hábito de meditar, e acho legal agregar isso à exercícios físicos. Isabela.
    Responder