Āsana

O caminho do meio no Hatha Yoga

Quando pensamos em certos tipo de prática de Haṭha Yoga que estão em voga, vêm à mente a coisas como esforço excessivo, copiosa transpiração, respiração pesada e, em alguns casos, tensão e lesões. Vemos, com alguma frequência, pessoas se esforçando muito além da conta, praticando como se não houvesse amanhã, com atitudes de fanatismo e irresponsabilidade.

23/01/2012 · 9 mins de leitura >

Moksha e o apego ao corpo

Na atual onda de popularidade que o Yoga está vivendo, constatamos que uma grande ênfase é dada à prática dos āsanas, em detrimento do real objetivo: mokṣa, a liberdade. Āsanas são os exercícios: posturas que vitalizam, dão flexibilidade e fortalecem o corpo, além de movimentarem de forma variada o fluxo de energia, preparando a estrutura para o despertar da potencialidade.

30/09/2011 · 3 mins de leitura >

A casa e o caminho

O corpo fala. Mas poucos o escutam. Fora dos limites da dor e do prazer, tudo que se refere ao corpo parece padecer de um silêncio constrangido e disciplinado. Quase todas as sociedades na história trataram de estabelecer práticas e técnicas de ocultamento do corpo real em nome de um corpo desejado.

29/07/2011 · 5 mins de leitura >

Revelando o Guerreiro: Virabhadrásana III

Transpondo-se dos aspectos mais sutis dos Virabhadrásanas I e II ou de um outro ásana anteriormente praticado, o praticante poderá realizar conscientemente a terceira variação desta postura. Para otimizar a construção desta terceira variante iremos, similarmente, convidar o praticante para focar a atenção no correto posicionamento dos pés, pernas, joelhos, quadris, tronco, braços e cabeça.

26/08/2010 · 1 mins de leitura >

Revelando a postura do Guerreiro, Virabhadrásana II

Este é o segundo de uma série de três textos que tem como objetivo desvendar a postura do guerreiro. Independentemente de ter ou não executado a outras duas variações, o praticante pode fazer o virabhadrásana II. Para compor este ásana, destacamos as ações relativas ao posicionamento e alinhamento de pés, pernas, joelhos, quadris, braços, cabeça e tronco.

06/08/2010 · 2 mins de leitura >

Esforço e não-violência na prática de ásana

Em geral nós, praticantes de Yoga, estamos familiarizados com o conceito de ahimsa, a não-violência, atitude que permeia – ou deveria permear – toda a nossa prática. Sabemos que ahimsa abrange muito mais do que o âmbito da prática pessoal, estendendo-se a todos os relacionamentos e a todas as formas de vida (que têm direito à existência tanto quanto nós), dentre outros desdobramentos e aplicações desse yama.

24/07/2010 · 2 mins de leitura >

Revelando o Guerreiro I

Comumente inserida no Surya Namaskar B ou feita em conjunto com outros ásanas na prática de Hatha, virabhadrásana, a postura do herói, desponta como uma das mais interessantes. No presente texto vamos nos focar nas ações relativas ao posicionamento das diferentes partes do corpo no virabhadrásana I, a primeira das três variações desta postura.

11/07/2010 · 2 mins de leitura >

Bhujapidásana

Bhujapidásana significa "postura da pressão nos braços". O nome se refere, evidentemente, à força que é colocada sobre os ombros e braços para sustentar o peso do tronco e o quadril sobre as mãos. Este é um ásana de execução relativamente fácil: o único que se precisa para dominá-lo é algo de força nos braços, bastante equilíbrio, e uma boa mobilidade no quadril.

01/07/2010 · 1 mins de leitura >

Detalhes do Trikoṇāsana

Considerado um āsana tradicional do Hatha Yoga e a primeira vista fácil de se executar, a postura do triângulo estendido, utthīta trikoṇāsana é muito praticada e conhecida. Porém, cabe lembrar que, por trás de um āsana aparentemente fácil, importantes princípios de alinhamento estão envolvidos. Assim, iremos nos concentrar na observação das ações desta postura em três partes do corpo: o pescoço, os pés e as mãos.

22/05/2010 · 4 mins de leitura >

Adhomukha: mãos e pés

Na maioria das vezes, quando alguns praticantes executam o ásana do cachorro que olha para baixo, adhomukha svanásana, se esquecem de dispensar a devida atenção às mãos e aos pés. Seja quando praticam sozinhos ou em uma aula conduzida, muitas vezes o correto posicionamento das mãos e pés fica relegado a um terceiro plano.

31/03/2010 · 2 mins de leitura >