Começando, Pratique

Bhakti Yoga, o Amor que Liberta

Chama-se Bhakti Yoga a conquista do Reino através da adoração e do amor. Bhakta é o devoto que, na adoração de uma imagem, de uma expressão sensível de Deus se extasia

Escrito por José Hermógenes · 2 mins de leitura >
tapas

Chama-se Bhakti Yoga a conquista do Reino através da adoração e do amor.

Bhakta é o devoto que, na adoração de uma imagem, de uma expressão sensível de Deus — Cristo, Buddha, Kṛṣṇa, Śiva, Gaṇeśa, Kālī, a Virgem… — se extasia.

O devoto goza a mais intensa felicidade quando abrasado no amor Divino.

É amando e adorando que se esquece do ego, se esquece de tudo, e exulta, bem-aventurado, consumido e arrebatado de gozo.

O Amor reduz a distância.

A adoração unifica o devoto com o objeto de sua devoção.

Humilde e amoroso, o bhakta vê Deus como Pai, Mãe, Amante, Filho, Amigo…

Quando ele ora, sua prece é declaração de amor.

Ele medita e, meditando, busca o Amado.

bhakti

Só o bhakta sabe amar tudo e todos e, amando tudo e todos, ama o Todo.

Bhakti é amor irrestrito de doação total. Nada pede. Nada espera. Nada reclama. Não aspira reciprocidade nem mesmo o gozo intenso resultante do intenso amar.

Os Mestres alertam o bhakta quanto aos desvios e a que desequilíbrio a devoção pode levá-lo.

Se não houver viveka, isto é, discernimento, o bhakta corre o risco de resvalar para o fanatismo.

O fanático não admite outra expressão da Divindade que não seja aquela que ele adora. Devotos fanáticos têm ensangüentado campos de batalha em suspeitas ‘guerras santas’.

Enquanto o fanatismo cega, o discernimento ilumina.

Bhakti e bhakta

O Bhakti Yoga pode corromper-se por fazer beatos inoperantes e indiferentes aos dramas de seu mundo, total e egoisticamente entregues às delícias da adoração e ao fervor dos rituais.

Um verdadeiro bhakta torna o seu servir oração. Ama o Deus dos homens servindo aos homens de Deus, seus irmãos.

O bhakta ama todas as expressões da vida que o circunda, pois tudo que vive e a própria vida são Deus; mas onde mais O adora é no altar de seu limpo, bom e ardente coração devoto.

PRECE DO BHAKTA

Sou ovelha desgarrada. Vem, meu Pastor, achar-me.

Sou um filho retornando ao Lar. Concede-me a graça de receber-me, meu Pai.

Sou frágil criança perdida na multidão. Vem, Mãe Divina, apanhar-me.

Sou vazio. Vem, Plenitude, preencher-me.

Sou pobre. Vem, Riqueza Pura, enriquecer-me.

Sou peregrino buscando o perdido rumo, na treva e na distância. Vem, Luz, dar-me direção.

Andando estou há muitos milênios, trazendo em mim a ânsia por chegar. Mas as forças já não são tantas… Vem, Alento, reerguer-me.

Pai, Mãe, Amor, Alento e Luz, sinto Tua ausência. Teu silêncio dói. Tua distância angustia.

Concede-me Tua graça.

Desvela-Te.

Faze-Te presença a meus olhos, ainda na penumbra.

Faze-Te canção a meus ouvidos vazios.

Amor Divino, nutre meu coração necessitado.

Paz Infinita, afasta meus conflitos.

Sabedoria Absoluta, ilumina-me.

Água Viva, dessedenta-me.

Porta, abre-te.

Dolorida ausência, faze-te Presença.

Deus, liberta-me. Salva-me…

Deus, ensina-me a verdadeira devoção.

Mostra-Te a mim em tudo.

Aparece-me como o Todo.

Corrige meu humano amor ainda mesquinho, ainda apegado, ainda limitado, ainda míope…

Pai, Mãe, Amor… perdoa meu imperfeito amar.

Torna-me um bem-aventurado devoto.


॥ हरिः ॐ ॥

Digitado por Cristiano Bezerra.
Leia aqui mais textos deste brilhante autor.
Visite aqui o site do Professor Hermógenes.
Saiba mais sobre como viver no saṁsāra aqui.

॥ हरिः ॐ ॥

mūlabandha

Como Fazer o Mūlabandha

José Hermógenes em Āsana, Pratique
  ·   1 mins de leitura
kīrtan

Kirtan e bhajan

José Hermógenes em Mantra, Pratique
  ·   2 mins de leitura

2 respostas para “Bhakti Yoga, o Amor que Liberta”

  1. Minha família faz parte de uma religião extremista. No processo de me libertar e me desintoxicar dela eu acabei aderindo ao ateismo. Na prática do Yoga, uma das minhas maiores dificuldades hoje é meu relacionar com o divino. Obrigado José pelo artigo. Espero um dia ter uma fe real e verdadeira. Desenvolver o amor verdadeiro pelo divino.

  2. Que todas as pesoas possam se deliciar com o néctar do Senhor e aproveitar a substanciosa bondade por nós existirmos graça a misericórdia da Suprema Personalidade de Deus. Cantemos sempre em louvor a Ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *