Começando, Pratique

Yoga não é Ginástica e Ginástica não é Yoga

Desde seu lançamento, em 1960, meu livro Autoperfeição com Hatha Yoga exibe, na página 26, o cabeçalho: "Hatha Yoga, uma ginástica...". Estaria eu me contradizendo? Se o leitor passar duas páginas vai ler outro cabeçalho: "...diferente da ginástica ocidental"

· 1 mins de leitura >
ginástica

Yoga não é Ginástica

Desde seu lançamento, em 1960, meu livro Autoperfeição com Hatha Yoga exibe, na página 26, o cabeçalho: “Hatha Yoga, uma ginástica…“.

Estaria eu me contradizendo? Se o leitor passar duas páginas vai ler outro cabeçalho: “…diferente da ginástica ocidental“.

Se alguém citar somente a página 26, pretendendo provar que eu afirmo ser o  Haṭha Yoga uma ginástica, estará sofismando, pois quando se faz uma citação de um texto fora do contexto é por mero pretexto.

Das páginas 28 a 30 explico bem as diferenças que não permitem tornar o  Haṭha Yoga como uma ginástica entre outras.

Ginástica não é Yoga

Ginástica é um exercício, uma atividade, uma praxis. Há ginástica para a memória, para a sobrevivência do cérebro, e outras… O Haṭha Yoga é um exercício, uma ginástica, uma atividade educativa, mas pouco ou quase nada tem a ver com o que se denomina “Educação Física” ou “Atividade Física”.

Por que “física”? Porque a ginástica física trabalha, com admirável eficiência, exclusivamente sobre o “físico”, isto é, o corpo, a matéria. O  Haṭha Yoga, longe disso, aprimora a incrível vastidão que é cada ser humano. Educação Física é praxis. Haṭha Yoga é holopraxis. A diferença só pode ser medida em anos-luz.

Ver o ser humano apenas como seu subsistema mais denso (o corpo) equivale a ver o iceberg como uma simples pedra gelada que flutua, sem nada embaixo.

O Haṭha Yoga vê e cultiva o iceberg inteiro. Adianta lembrar que o maior potencial terapêutico não está no mais denso, mas no mais sutil, no nível das energias vitais, na afetividade, na mente, no Espírito, na Essência Única que todos somos. O  Haṭha Yoga age sobre o corpo também, e com que eficácia!

ginástica

Há uma ginástica ou cultura física que exercite a capacidade de compreender, de perdoar, de ajudar, de amar?

Orar, relaxar, meditar, visualizar, embevecer-se, cultuar uma visão libertadora… fazem parte da holopraxis que é o Haṭha Yoga. Tudo isso escapa a quem cuida somente do “físico”.

Todo o meu livro Autoperfeição com Haṭha Yoga se encarrega de afirmar e firmar que cultivar e cultuar o “físico” é recomendável, mas não é tudo. Aliás, é quase nada.

O ser humano é um imenso iceberg. Por que insistir em o ver apenas como um “físico”, isto é, como o tão pequeno pedaço visível do insondável megassistema?…

Por quê reduzir uma milenar holopraxis, uma magnânima benção divina para todos os homens, numa praxis somente “física”?!!!


॥ हरिः ॐ ॥

Digitado por Cristiano Bezerra.
Leia aqui mais textos deste brilhante autor.
Visite aqui o site do Professor Hermógenes.

॥ हरिः ॐ ॥

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *