Āsana, Pratique

Ardha baddha padma paschimottanasana

Ardha = metade, baddha = entrelaçado, padma = lótus, paschima = oeste (aqui, designa as costas), uttana = alongamento intenso. 'Postura do alongamento intenso das

Escrito por Pedro Kupfer · 1 mins de leitura >

Tradução do nome desta postura:

Ardha = metade, baddha = entrelaçado, padma = lótus, paschima = oeste (aqui, designa as costas), uttana = alongamento intenso. ‘Postura do alongamento intenso das costas com meio lótus entrelaçado’

 

1. Observe a contração e elevação do períneo, bem como a contração da cinta abdominal.

2. Certifique-se de se ambos os ísquios estejam firmemente apoiados no chão.

3. Coloque o dorso de um dos pés na parte interna da coxa oposta.

4. Se o joelho flexionado tocar o chão, ou ficar bem próximo dele, continue a partir deste ponto.

5. Verifique que os ombros estejam paralelos ao chão.

6. Se o joelho ficar elevado, apoie o dorso do pé no chão, à frente do sexo, fazendo janushirshasana.

7. Não afaste demasiadamente os joelhos.

8. Se sentir dificuldade nesta postura, use as dicas do paschimottanasana para aumentar a flexibilidade da coluna e das pernas, e trabalhe ainda a flexibilidade dos ombros através do adho mukha svanasana.

9. Perceba se os ombros estão paralelos ao chão.

10. Preocupe-se mais em tracionar para frente, em direção ao pé, do que em descer sobre o joelho ou tocar com o rosto nele.

11. O pescoço fica alongado e relaxado.

12. Centre a consciência na entrega e no alívio que a postura produz (quando feita sem esforço) na região dos ombros e o dorso.

13. Perceba a energia circulando na região da garganta.

Atenção:

Estas dicas não substituem um professor de Yoga. São disponibilizadas apenas para que o praticante possa aprimorar sua técnica e sua prática pessoal. No início, a prática sob a supervisão cuidadosa de um instrutor preparado e competente é essencial para o sucesso na prática, bem como para evitar lesões. O autor não se responsabiliza pelo mal uso que possa ser feito destes textos. Obrigado pela compreensão.

Namastê e boas práticas!

Pedro nasceu no Uruguai, 54 anos atrás. Conheceu o Yoga na adolescência e pratica desde então. Aprecia o o Yoga mais como uma visão do mundo que inclui um estilo de vida, do que uma simples prática. Escreveu e traduziu 10 livros sobre Yoga, além de editar as revistas Yoga Journal e Cadernos de Yoga e o website www.yoga.pro.br. Para continuar seu aprendizado, visita à Índia regularmente há mais de três décadas.

Escrito por Pedro Kupfer
Pedro nasceu no Uruguai, 54 anos atrás. Conheceu o Yoga na adolescência e pratica desde então. Aprecia o o Yoga mais como uma visão do mundo que inclui um estilo de vida, do que uma simples prática. Escreveu e traduziu 10 livros sobre Yoga, além de editar as revistas Yoga Journal e Cadernos de Yoga e o website www.yoga.pro.br. Para continuar seu aprendizado, visita à Índia regularmente há mais de três décadas. Perfil
bhastrikā

Bhastrikā prāṇāyāma

Pedro Kupfer em Prāṇāyāma, Pratique
  ·   4 mins de leitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *