Bruno Jones

981 artigos por Bruno Jones

Compreendendo Ānandamayakośa

O Tattvabodhaḥ de Śri Śaṅkarācārya é uma obra interessante para aqueles que desejam aprofundar seus estudos. O texto é bem simples, na forma de um diálogo entre um professor e seu discípulo que busca o entendimento sobre si próprio. O grande ganho que temos ao estudá-lo é a familiarização que passamos a ter com palavras carregadas de significados que serão posteriormente vistas em praticamente todas as Upaniṣads.

03/05/2012 · 4 mins de leitura >

Compreendendo Patañjali à luz da tradição védica

Para muitos praticantes, o Yogasūtra, obra seminal de Patañjali, é visto como um dos textos mais importantes dentro desta tradição. Porém, a bem da verdade, devemos lembrar que este tratado não contém ideias originais: suas bases estão firmemente fincadas na tradição védica. Muitos pensam que Patañjali tenha “inventado” este sistema quando de fato, ele apenas reúne este corpo de conhecimento e o coloca como um sistema prático.

07/08/2011 · 7 mins de leitura >

Reflexões sobre o Daksinamurti Stotram

Entre os stotrams compostos por Adi Shankaracarya, Sri Daksinamurti Stotram é um dos menores e ainda o mais rico. Com grande maestria, Shankara debate os argumentos daqueles que se sustentam numa visão dual do universo e estabelece a sua visão não dual. Iniciando com uma visão plural da nossa percepção em relação ao mundo, o stotram revela que esta visão está sustentada por uma realidade, livre de limitações. E esta verdade deve ser revelada com a ajuda de um professor adequado.

27/05/2011 · 6 mins de leitura >

O Ser é existência, conhecimento e plenitude

É sabido que o objetivo do estudante dos Vedas, assim como o objetivo do Yoga, é moka, a libertação. Isso implica a total eliminação do sasāra. A morte do corpo físico não é o fim do sasāra pois, após essa morte, há novos nascimentos, mesmo que eles aconteçam noutros planos (loka).

11/02/2011 · 4 mins de leitura >

Será que ele é iluminado?

Um dia destes, uma pessoa me perguntou sobre o nosso mestre: “Será que ele é iluminado?”. A pergunta é bastante subjetiva, e revela a maneira em que muita gente olha para os mestres. Não há um teste que possa ser aplicado para determinar se alguém é iluminado ou não. De qualquer maneira, antes de responder à pergunta, teríamos que ver o que significa ser “iluminado” para a pessoa que coloca a questão.

05/04/2010 · 6 mins de leitura >

O renunciante malcheiroso e a visão do Yoga

Esta semana fui surpreendido por uma cena não muito comum em uma prática que estava guiando aqui no Rio. Os alunos já haviam chegado e se sentado. Já havíamos fechado os olhos e então, eu colocava o assunto sobre a qual a prática seria baseada, guinado as pessoas em uma breve reflexão.

09/12/2009 · 10 mins de leitura >

O Yoga e a Cegueira da Humanidade

Depois que me tornei praticante de Yoga, ao passar por qualquer tipo de experiência tento ver as coisas sob a ótica de alguém que tenta colocar em prática os valores deste estilo de vida

09/09/2008 · 9 mins de leitura >

Yoga: controle ou observação?

Uma vez ouvi Swami Dayananda dizendo para fugirmos daqueles que nos apresentam o Yoga ou outras filosofias como formas de controlar corpo e mente

29/08/2007 · 8 mins de leitura >

Yoga Sem Rótulos

Hoje em dia, a ansiedade no mundo do yoga por usar rótulos chegou ao extremo. Aspirantes a 'guru' precisam ganhar uma fatia do mercado e se debruçam sobre o dicionário de sânscrito em busca de um novo nome, uma etiqueta essencial para ter sucesso

11/06/2007 · 8 mins de leitura >