Mantra, Pratique

Guru Vandanam, a Saudação aos Mestres

"Saúdo Ādi Śaṅkarāchārya, o repositório do Śrutiḥ, o Smṛtiḥ e as Purāṇas, aquele que é o lar da compaixão, que traz felicidade ao mundo e que é digno de reverência".

Escrito por Tradição vaidika · 2 mins de leitura >

ॐ श्रुतिस्मृतिपुरणानाम्‌ आलयङ्करुणालयम्‌ ।
नमामि भगवत्पादं शङ्करं लोकशङ्करम्‌ ॥ १ ॥

शङ्करं शङ्कराचार्यं केशवं बादरायणम्‌ ।
सूत्रभाष्यकृतौ वन्दे भगवन्तौ पुनः पुनः ॥ २ ॥
ईश्वरोगुरुरात्मेति मूर्त्तिभेदविभागिने ।
व्योमवद्व्याप्तदेहय दक्षिणामूर्त्तये नमः ॥ ३ ॥
गुकारस्त्वन्धकारो वै रुकारस्तन्निवर्त्तकः ।
अन्धकारनिरोधित्वाद्‌ गुरुरित्यभिधीयते ॥ ४ ॥
सदाशिवसमारम्भां शङ्कराचार्यमध्यमाम्‌ ।
अस्मदाचार्यपर्यन्तां वन्दे गुरुपरम्पराम्‌ ॥ ५ ॥

oṁ śrutismṛtipurāṇānām ālayaṅkaruṇālayam |
namāmi bhagavatpādaṁ śaṅkarāṁ lokaśaṅkaram || 1 ||

śaṅkarām śaṅkarācāryaṁ keśavaṁ bādarāyaṇam |
sūtrabhāṣyakṛtau vande bhagavantau punaḥ punaḥ || 2 ||

īśvarogururātmeti mūrttibhedavibhāgine |
vyomavadvyāptadehāya dakṣiṇāmūrttaye namaḥ || 3 ||

gukārastvandhakāro vai rūkarastannivarttakaḥ
andhakāranirodhitvād gururityabhidhīyate || 4 ||

sadāśivasamarāmbhāṁ śaṅkarācāryamadhyamām
asmadācāryaparyantāṁ vande guruparamparām. || 5 ||

|| Guru Vandanam, Saudação aos Mestres ||

oṁ śrutismṛtipurāṇānām ālayaṅkaruṇālayam |
namāmi bhagavatpādaṁ śaṅkarāṁ lokaśaṅkaram || 1 ||

Śruti – os Vedas e as Upaniṣads; Smṛti – a Bhagavadgītā e os demais textos tradicionais; Purāṇa – as crônicas antigas sobre deuses, sábios e reis; ālayaṁ – uma casa, um refúgio; karuṇālayam – o repositório da compaixão; namāmi – eu saúdo; bhagavadpādaṁ – aquele que é digno de reverência; Śaṅkarāṁ – Ādi Śaṅkarācārya; lokaśaṅkaram – aquele que traz felicidade ao mundo.

Eu saúdo Ādi Śaṅkarācārya, o repositório do Śrutiḥ,
o Smṛtiḥ e as Purāṇas, aquele que é o lar da compaixão,
que traz felicidade ao mundo e que é digno de reverência. || 1 ||

śaṅkarām śaṅkarācāryaṁ keśavaṁ bādarāyaṇam |
sūtrabhāṣyakṛtau vande bhagavantau punaḥ punaḥ || 2 ||

Śaṅkarāṁ – Śiva; Śaṅkarācāryaṁ – o mestre Ādi Śaṅkarācārya; Keśava – Viṣṇu; Bādarāyaṇa – Vyāsadeva, conhecido também como Kṛṣṇa Dvaipayana, compilador do Mahabhārata; sūtrabhāṣya kṛtau – aqueles que compuseram o Brahmasūtra e o Brahmasūtra Bhāśya; vande – eu saúdo; bhagavantau – os veneráveis sabios; punaḥ punaḥ – vezes e mais vezes, repetidamente.

Eu saúdo vezes e mais vezes o grande mestre
Śaṅkarācārya, que é Śiva, Bādarāyaṇa e Viṣṇu,
os veneráveis que escreveram os Sūtras e o Bhāṣya. || 2 ||

īśvarogururātmeti mūrttibhedavibhāgine |
vyomavadvyāptadehāya dakṣiṇāmūrttaye namaḥ || 3 ||

Īśvara – o Ser, manifestado na forma de todas as expressões da criação; guru – o mestre; Ātma – o Ser, manifestado na forma do indivíduo; iti – desta maneira, assim; mūrttibheda vibhāgine – aquele que aparenta estar dividido; vyomavat – como o espaço; vyāpta dehāya – aquele que está em todos os lugares, que não é limitado pelo espaço; Dakṣiṇāmūrttaye – para Śrīḥ Dakṣiṇāmūrti; namaḥ – saudação.

Eu saúdo Dakṣiṇāmūrti, que é ilimitado como o espaço
e que se revela na forma de Īśvara, o guru e Ātma. || 3 ||

gukārastvandhakāro vai rūkarastannivarttakaḥ
andhakāranirodhitvād gururityabhidhīyate || 4 ||

gukāraḥ – a sílaba gu; tu – de fato; andhakāraḥ – que denota escuridão [i.e., ignorância]; vai – de fato; rūkaraḥ – a sílaba ru; tad-nivarttakaḥ – o removedor; andhakāra-nirodhitvād – por causa de que ele destrói as trevas; guruḥ – o mestre; iti – desta forma; abhidhīyate – é chamado.

A sílaba gu denota as trevas [da ignorância].
A sílaba ru aponta, de fato, para sua remoção.
O guru é assim chamado pois dissipa a escuridão. || 4 ||

sadāśivasamarāmbhāṁ śaṅkarācāryamadhyamām
asmadācāryaparyantāṁ vande guruparamparām. || 5 ||

Sadaśiva – o auspicioso Śiva como o mestre Dakṣiṇāmūrti; samarāmbhāṁ – que começa com; Śaṅkarācārya – Ādi Śaṅkarācārya; madhyamām – que está no meio; asmadācārya – meu professor; paryantāṁ – que se estende até; vande – eu saúdo; guruparamparā – a linhagem dos mestres.

Eu saúdo o paramparā, a linhagem dos gurus que,
começando com Sadaśiva [Śrīḥ Dakṣiṇāmūrti],
tem Ādi Śaṅkarācārya como elo intermediário
e se estende até meu próprio professor. || 5 ||


Tradução de Pedro Kupfer.

bhastrikā

Bhastrikā prāṇāyāma

Tradição vaidika em Prāṇāyāma, Pratique
  ·   4 mins de leitura

2 respostas para “Guru Vandanam, a Saudação aos Mestres”

  1. Agradeço imensamente o conteúdo deste site. É muito difícil encontrar explicações e textos tão bons como os daqui. Gratidão professor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *