Pratique, Yoga na Vida

8 Propósitos do Yoga para o Bem-Estar o Contentamento

O Yoga, prática milenar originária da Índia, é muito mais do que um simples exercício físico. É um sistema integral que visa a saúde, o bem-estar e o contentamento perene daquele que o pratica, unificando os poderes do corpo, a vitalidade e a mente. Seus benefícios são amplos e diversos, e podem ser divididos em oito propósitos principais.

· 2 minutos de leitura >
Propósitos do Yoga

O Yoga, prática milenar originária da Índia, é muito mais do que um simples exercício físico. É um sistema integral que visa a saúde, o bem-estar e o contentamento perene daquele que o pratica, unificando os poderes do corpo, a vitalidade e a mente. Seus benefícios são amplos e diversos, e podem ser divididos em oito propósitos principais, que listamos a seguir.

  1. Viver a Vida em Harmonia Consigo e com o Mundo: o Yoga nos propõe uma vida consciente, em harmonia com o mundo e com as pessoas. Isso é feito através do cultivo de uma série de atitudes e valores chamados yamas e niyamas, que tem como propósito regular a vida pessoal do praticante na perspectiva do dharma, a lei universal. Esse princípio do dharma pode ser sintetizado na afirmação “não devemos fazer aos demais aquilo que não gostaríamos que os demais fizessem conosco”.
  1. Fortalecer e Flexibilizar o Corpo: As posturas do Yoga, chamadas āsanas, promovem o fortalecimento muscular, a flexibilidade das articulações e a amplitude de movimento, melhorando a postura, o equilíbrio e a coordenação motora. Pesquisas apontam para a eficiência dessas práticas no sentido de melhorar a força, o equilíbrio e a flexibilidade. Além disso, a prática regular de āsanas alivia dores nas costas, melhora a qualidade de vida de quem tem artrose, aumenta a saúde do sistema cardíaco e a qualidade do sono.
  1. Melhorar a Respiração: um dos elementos fundamentais do Yoga é o prāṇāyāma, conjunto de exercícios de expansão da vitalidade através da respiração. Usando técnicas específicas, é possível aumentar a capacidade pulmonar, melhorar a oxigenação do corpo e otimizar o funcionamento dos sistemas cardiovascular e respiratório, além de aumentar o foco e a atenção no cotidiano. Estudos comprovam igualmente que a prática regular de prāṇāyāma pode fortalecer o sistema imunológico, aumentando as defesas naturais do corpo e a resistência a doenças.
  1. Acalmar a Mente e Reduzir o Estresse: um dos efeitos menos conhecidos das posturas e os respiratórios acontece sobre o sistema nervoso parassimpático, que comanda as respostas de relaxamento do corpo. Isso permite que a pessoa fique mais descontraída e consciente diante dos desafios cotidianos. Além disso, a prática do Yoga incorpora técnicas de concentração, atentividade e meditação que ajudam enormemente a acalmar a mente, reduzir o estresse, a ansiedade e a insônia, promovendo um estado de paz interior, leveza e clareza mental.
  1. Desenvolver o Foco e a Concentração: as técnicas de foco e meditação do Yoga treinam e disciplinam a mente para se concentrar no momento presente, aprimorando o foco, a atentividade e a capacidade de concentração em tarefas diárias. Isso aumenta a produtividade  e a eficiência, além de reduzir o esforço para fazer o que devemos fazer. 
  1. Aumentar a Autoconsciência: o Yoga também nos convida a prestar atenção no momento presente, no corpo, as sensações e emoções, promovendo uma maior autoconsciência psicossomática. Isso nos permite perceber a maneira como as emoções se movimentam no corpo e aprender a lidar com elas da maneira mais equânime e construtiva. A prática igualmente nos permite desenvolver hábitos saudáveis de alimentação, sono e atividade física, além de cultivar a autocompaixão e o amor próprio. 
  1. Eliminar Crenças e Condicionamentos: através da crescente interocepção (capacidade de perceber os sinais sutis do corpo e das emoções), a prática do Yoga nos possibilita identificar padrões limitantes de pensamento e comportamento e trazer, consequentemente, mudanças positivas na nossa vida cotidiana. Quando identificamos crenças e padrões limitantes, nos abrimos para a possibilidade de superá-los e atingir a maturidade emocional. 
  1. Mostrar à Pessoa que já é a Plenitude que Busca: este oitavo propósito é o mais importante de todos e a meta fundamental de todas as formas de Yoga. Essa meta é chamada mokṣa, liberdade. Como escola de vida, o Yoga pretende mostrar ao ser humano que, apesar do diálogo interno que sempre tende à lamúria e a autocomiseração, cada um de nós é perfeito e completo, ainda dentro das suas naturais limitações. A prática regular e a reflexão sobre o autoconhecimento pode nos ajudar a alcançar paz interior, equilíbrio emocional e plenitude, desfrutando assim de uma vida mais saudável e significativa.

Para concluir, cabe lembrar que o Yoga é uma jornada individual, e que os benefícios podem variar de acordo com a dedicação e a constância na prática. É importante encontrar um estilo de Yoga adequado às suas necessidades e preferências, e buscar orientação de um professor qualificado para garantir uma prática segura e eficaz.

Website | + posts

Pedro nasceu no Uruguai, 58 anos atrás. Conheceu o Yoga na adolescência e pratica desde então. Aprecia o o Yoga mais como uma visão do mundo que inclui um estilo de vida, do que uma simples prática. Escreveu e traduziu 10 livros sobre Yoga, além de editar as revistas Yoga Journal e Cadernos de Yoga e o site yoga.pro.br. Para continuar seu aprendizado, visita à Índia regularmente há mais de três décadas.
Biografia completa | Artigos

Intolerância

Bom dia, tristeza

Pedro Kupfer em Pratique, Yoga na Vida
  ·   7 minutos de leitura
mantras

A Limitação dos Mantras

Pedro Kupfer em Mantra, Pratique
  ·   4 minutos de leitura

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *