Swami Jñaneshvara Bharati

981 artigos por Swami Jñaneshvara Bharati

Yoga Sutra, 1.40-51: Após Estabilizar a Mente

A mente fica como um cristal transparente: Uma vez que a mente esteja razoavelmente clara e estabilizada (1.33-1.39), o processo profundo do Yoga pode ter início. Eventualmente, a mente fica como um cristal transparente (1.41), sendo uma ferramenta purificada para as explorações mais refinadas dos níveis denso e sutil. Tal mente pode explorar toda uma gama de objetos, desde os menores até os maiores (1.40).

04/07/2010 · 18 mins de leitura >

Yoga Sutra I:33-39: Estabilizando e Clareando a Mente

Preparação para práticas sutis: É necessário estabilizar e clarear a mente antes de sermos capazes de experimentar as meditações sutis ou o samadhi. O treinamento especializado de um atleta olímpico é baseado em uma fundação sólida de preparação física. De modo similar, é necessário o treino generalizado em concentração correta para avançar nas práticas.

07/03/2010 · 15 mins de leitura >

Yoga Sutras 1:30-32: Obstáculos e Soluções

Obstáculos são esperados: Existe um número previsível de obstáculos que surgem na jornada interior, acompanhados de várias conseqüências. Embora estes obstáculos possam ser desafios, saber que são algo natural fornece alguma tranqüilidade, pois são uma parte previsível do processo. Saber disto pode ajudar a manter a fé e a convicção, apresentados em sutras anteriores como sendo essenciais.

18/02/2010 · 10 mins de leitura >

Yoga Sutra, I:23-29: Contemplação do Om

O Om é um caminho direto: A vibração desse som, acompanhado de um profundo sentimento para com o significado do que ele representa traz a realização do Eu individual e a remoção dos obstáculos que normalmente impedem esta realização. De certa forma, esta prática é como um atalho pelo qual podemos ir diretamente para o coração do processo.

09/02/2010 · 4 mins de leitura >

Yoga Sutra 1:19-22: Esforços e Compromissos

Escolha seu nível de prática: Nos sutras 1:21 e 22 são descritos nove níveis de prática e compromisso, e três subdivisões para a prática intensa. Devemos escolher um dentre esses níveis de prática e compromisso. Todos podem progredir e ter a experiência direta. É muito útil se conseguirmos nos localizar nas nossas práticas pessoais, pois grande liberdade pode vir ao saber onde estamos.

29/12/2009 · 6 mins de leitura >

Yoga Sutra, I:17 e 18: Tipos de Concentração

Estágios: Fundamentado na prática (abhyasa) e no não-apego (vairagya) (1.12-1.16), o meditador se move sistematicamente para o seu próprio interior, através dos quatro níveis, ou estágios, de concentração em um objeto (1.17) e depois avança para o estágio de concentração sem objeto (1.18).

23/12/2009 · 8 mins de leitura >

Yoga Sutra, aforismos I:12 a 16: prática e não-apego

Dois princípios Centrais: Prática (abhyasa, 1.13) e não-apego (vairagya, 1.15) são os dois princípios centrais sobres os quais o sistema inteiro do Yoga se apoia (1.12). É pela prática e cultivo destes dois princípios que as demais práticas do Yoga são desenvolvidas e pela qual a maestria sobre o campo da mente acontece (1.2), o que possibilita a realização do verdadeiro Eu (1.3).

09/12/2009 · 14 mins de leitura >

Yoga Sutra: aforismos I:5 a I:11: Descolorindo Seus Pensamentos

A jóia da meditação profunda vem pela descoloração dos obstáculos que cobrem o Eu verdadeiro. Embora o Yoga tenha sido definido nos primeiros sutras, o objetivo do Yoga, a Auto-realização, inicia nesta seção. Ao aprender como explorar, como se tornar uma testemunha dos cinco tipos de pensamentos e como enfraquecer a intensidade da cor através dos vários processos da meditação do Yoga, o véu sobre a Verdade gradualmente será removido e iremos conhecer o verdadeiro Eu.

20/11/2009 · 16 mins de leitura >

Quatro Aforismos Fundamentais do Yogasūtra

Esteja preparado para começar: começar a buscar sinceramente a Auto-realização é o passo mais importante na vida, quando o objetivo mais elevado da existência passa a ser o número um na lista de coisas para se fazer.

05/11/2009 · 20 mins de leitura >