Conheça, Yoga Clássico

Dos Fios da União

Yogasūtra poderia ser traduzido, grosso modo, como Fios da União, uma vez que sūtra significa "fio", e Yoga, "união".

· 2 mins de leitura >

Yogasūtra poderia ser traduzido, grosso modo, como Fios da União, uma vez que sūtra significa “fio”, e Yoga, “união”.

E por que não? Se Yoga é um caminho, uma trilha que vai de um lugar a outro, uma direção que escolhemos tomar, uma maneira de agir, e, consequentemente, um destino, um dharma

E este dharma busca re-unir o homem ao Divino. E, ao conectar-se com o Divino, ele percebe que é igual a este: eterno e completo.

Fio que conduz o homem pelo labirinto e salva-o dos minotauros da vida. Fio que guia o homem de volta para casa…

Os minotauros seriam os nossos vrttis, padrões de comportamento repetitivos que insistimos em seguir porque nos é mais confortável. Confortável porque conhecido. Enquanto o conhecimento do Ser infinito que somos, pressupõe uma jornada em direção ao completo desconhecido.

Ao escuro. Pelo menos é o que pensamos…

No entanto, este que nos parece tão distante é quem realmente somos… Mas tanto tempo passamos distantes que nem mais o reconhecemos. Talvez seja esta a grande charada da vida. Desaprendemos tudo que sabíamos no momento em que nascemos, para que, através da dor causada pela ignorância de nosso real estado de plenitude, queiramos nos re-ligar ao divino que somos. É aí que entra o Yoga.

Yogaścittavrtti nirodhaḥ: Yoga é um caminho que possibilita a desidentificação com as flutuações de nossa consciência. Mais uma vez o fio, o caminho…

Nossos vrttis são muitos: os traumas, as frustrações, as expectativas, as obrigações. Tudo nos leva a passar pela vida pulando de galho em galho como macacos na árvore das nossas emoções, inquietos, famintos, e nem sabemos de que…

E deixamos de lado vocações e sonhos para cumprir papéis.

Tantos são os personagens que exercemos que esquecemos que esta vida é apenas uma parte de nossa imensa experiência espiritual. É apenas um dos muitos espetáculos de que participamos. E tudo na base da improvisação. Não há tempo de ensaiar para melhorar esta ou aquela cena, muito menos temos um diretor cuidando para que estejamos perfeitos na estréia. Temos que ser one man show em início de carreira: autores, produtores, diretores e intérpretes de nossas vidas. E ainda temos que saber cantar, dançar, representar e fazer malabares se for preciso…

E o Yoga é o fio que nos guia, um farol que ilumina o oceano de nossas turbulências e permite que encontremos o caminho de volta para casa, para nós mesmos…

E este fio pressupõe atitudes, que nos levam a sermos pessoas melhores, cultivando a não violência, exercendo a verdade, respeitando os outros seres e cuidando de nosso Ser através da prática de asanas, do estudo e da meditação. Cultivando yamas e nyamas, podemos nos aproximar dos outros com muito mais generosidade.

A compaixão é a grande razão para estarmos no mundo, concordam todas as religiões. Escolhemos experienciar a vida na terra para amarmos os outros seres e nos ajudarmos mutuamente.

Mais uma vez o fio… Porque tudo está ligado. Assim como é no macrocosmo, é no microcosmo.

Se a natureza vive em perfeita harmonia, se rios e mares, ventos e chuvas, pedras e flores, sol e lua, convivem respeitosamente e se complementam, assim somos nós. Ou deveríamos ser, não tivéssemos cortado o fio que nos liga aos outros, tão envolvidos pela ignorância quanto nós, tão sedentos de felicidade como nós…

As vezes vejo gente morando na rua, em caixas de papelão e penso: onde está a minha dignidade se permito que outro igual a mim, perca a sua dignidade desta forma? Cada pessoa que morre de fome e frio, é uma parte de mim que morre junto…

Não podemos esquecer nunca do fio…

O fio da União… Yoga…

Namastê!

Tereza é yogini, mora e pratica em São Paulo. Dirigiu e produziu, em parceria com Daisy Rocha, o documentário Caminhos do Yoga, filmado na Índia em 2003.

Rāmāyāna

O Rāmāyāna numa Casca de Noz

Tereza Freire em Conheça, Dharma Hindu
  ·   11 mins de leitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *