Āsana, Pratique

Āsana e Movimento

As articulações do sistema músculo-esquelético mantêm a sua saúde através do movimento, a flexibilidade e a estabilidade. Podemos afirmar portanto que, sem movimento, não há saúde articular. O Movimento no Haṭha No Haṭha Yoga trabalhamos de duas maneiras: Com movimentos ativos, nos quais os conjuntos articulares são ativados através dos grupos musculares que lhes proporcionam estabilidade, […]

· 2 mins de leitura >
Āsana e Movimento 2

As articulações do sistema músculo-esquelético mantêm a sua saúde através do movimento, a flexibilidade e a estabilidadePodemos afirmar portanto que, sem movimento, não há saúde articular.

O Movimento no Haṭha

No Haṭha Yoga trabalhamos de duas maneiras:

  1. Com movimentos ativos, nos quais os conjuntos articulares são ativados através dos grupos musculares que lhes proporcionam estabilidade, flexibilidade e amplitude de movimentação.
  2. Através de movimentos assistidos, nos quais outras partes do próprio corpo suprem essa função, como por exemplo quando os braços dão suporte às pernas ao fazermos kapoṭāsana, a postura do pombo.

É importante que não faltem movimentos de alongamento dinâmico, já que músculos flexíveis dão espaço às articulações. Sem um grau adequado e saudável de alongamento, os músculos podem tornar-se rígidos, o que por sua vez irá traduzir-se na perca de movimento articular e consequente perca de saúde.

Movimento

Nesse sentido, cabe lembrar que é preciso buscar o equilíbrio entre força e flexibilidade. Esse equilíbrio nos permite, por sua vez, corrigir, eliminar ou atenuar problemas articulares. Se, em caso de lesão, não houver uma recuperação através do ganho de força e flexibilidade, a lesão poderá sempre retornar.

Propriocepção, o Sexto Sentido

Afora esses dois elementos, força e flexibilidade, é preciso integrar também um terceiro fator: a propriocepção, também chamada cinestesia. A palavra proprioceptivo deriva do latim, proprius, “próprio” e receptive, “receptivo”. 

A propriocepção é, assim, a faculdade de reconhecer os variados órgãos terminais sensitivos nos músculos, tendões, cápsulas articulares e no labirinto (localizado no ouvido interno), que informam a cada momento sobre o movimento e a posição em que o corpo se encontra, sem utilizar a visão.

Isso acontece quando os fusos musculares, que são órgãos sensoriais dispostos ao longo do tecido muscular, que trabalham no sentido de manter o corpo sobre a base na qual ele se sustenta, interagem com as informações táteis e com o sistema vestibular.

O vestíbulo ou sistema vestibular, chamado igualmente órgão gravitoceptor, é um conjunto de órgãos responsável pela deteção dos movimentos corporais e pela manutenção do equilíbrio. Está localizado no ouvido interno.

O vestíbulo está, por sua vez, ligado à cóclea, que é a sede do sentido da audição. Esse conjunto recebe o nome de labirinto.

No Haṭha Yoga, essa percepção do próprio corpo permite a manutenção do equilíbrio postural em cada āsana, bem como no movimento entre eles.

Nesse sentido, vale a pena lembrar que o movimento, idealmente, deve ser feito, pelo menos em parte e desde que seja possível, com os olhos fechados, para que a percepção interna tenha lugar.

Porém, cabe lembrar também que um excesso de exigência na propriocepção pode gerar dores articulares, como acontece por exemplo quando corremos na areia fofa da praia. Moderação ante tudo, portanto.

॥ हरिः ॐ ॥

Atenção, por favor:

Estas dicas não substituem um professor de Yoga. São disponibilizadas apenas para que você, enquanto praticante, possa apreciar diferentes possibilidades e, se for o caso, aprimorar a sua técnica e a sua relação pessoal com o Yoga.

No início, a prática sob a supervisão cuidadosa de um instrutor preparado e competente é essencial para o sucesso na prática, bem como para evitar lesões. O autor não se responsabiliza pelo mal uso que possa ser feito destes textos. Obrigado pela compreensão e o cuidado consigo mesmo.

Cultive a atentividade e a observação calma e consciente do corpo, da mente e das emoções ao fazer estes exercícios. Evite exagerar ou colocar sua saúde em risco. Obrigado. Boas práticas.

॥ हरिः ॐ ॥

Leia também:
1) Praticar com Segurança e Sucesso: 16 Dicas
2) Elementos para Montar uma Prática de Yoga
3) Recomendações Importantes para Praticar
4) Como Montar uma Série Equilibrada de Āsana

॥ हरिः ॐ ॥

Pedro nasceu no Uruguai, 54 anos atrás. Conheceu o Yoga na adolescência e pratica desde então. Aprecia o o Yoga mais como uma visão do mundo que inclui um estilo de vida, do que uma simples prática. Escreveu e traduziu 10 livros sobre Yoga, além de editar as revistas Yoga Journal e Cadernos de Yoga e o website www.yoga.pro.br. Para continuar seu aprendizado, visita à Índia regularmente há mais de três décadas.
Biografia completa | Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *