Vedānta

Absoluto e Relativo: Compreendendo a Ordem Maior

O Absoluto não tem atributos. As palavras que se usam para apontar para o Ilimitado não são o Ilimitado, nem são atributos dele. São apontadores que indicam o Absoluto. Você pode compreender o Ilimitado através da compreensão do Universo como um atributo circunstancial dele. O Ilimitado é manifestado na forma do Universo, transitoriamente. Existia antes, existe agora, existirá depois.

24/10/2021 · 2 mins de leitura >

A Aculturação do Yoga

Nos tempos de globalização que correm, temos o privilégio de poder conhecer culturas e modos de viver diferentes do nosso, que nos enriquecem, motivam e ensinam. E a visão e o estilo de vida do Yoga são muito inspiradores e transformadores para qualquer cidadão da aldeia global. Porém...

21/10/2021 · 12 mins de leitura >

Rāmagītā, a Canção de Rāma

Este é um dos textos mais claros e importantes da nossa tradição, pois revela a visão de si mesmo como Ilimitado, de forma direta e simples.

13/11/2020 · 4 mins de leitura >

Sādhana Pañcakam

Estude sempre os Vedas. Pratique diligentemente o ensinamento. Dedique as ações a Īśvara e, desta maneira, abandone os desejos. Mantenha-se firme na consciência de Ātmā, o Ilimitado que você é. Abandone já a identificação com aquilo que você não é.

07/01/2020 · 22 mins de leitura >

Antídoto contra a Ansiedade

Ansiedade é sofrer por antecipação ou preocupar-se desnecessariamente com coisas que ainda não aconteceram. Nesse sentido, poderiamos dizer que a ansiedade é o oposto da depressão, embora ambas possam se manifestar juntas. Desde a visão védica, uma emoção ou um pensamento que nos leve à agitação ou à ansiedade são considerados rajásicos, enquanto que pensamentos paralisantes como aqueles que conduzem ao estado de depressão são considerados tamásicos.

15/12/2019 · 5 mins de leitura >

Jñānayoga em 11 Palavras

Pela negação do que não somos, revela-se a Felicidade que somos.

09/12/2019 · 55 segundos de leitura >

Cura do Egoísmo, Arāṅyaka Gānam

“O Alimento que chega para aquele que não o compartilha é de fato um desperdício. Essa é a verdade. Eu, o sábio, declaro isto. O Alimento que alguém consome desta maneira não é apenas desperdiçado. De fato, provoca a própria morte da pessoa. Ele não alimenta nem os devas nem os homens que chegam à sua porta como hóspedes, esperados ou não, ou amigos. Comendo sozinho, ele torna-se o parceiro do erro e mais nada”.

15/11/2019 · 6 mins de leitura >

A profunda jornada da compaixão

Apresentamos aqui uma linda palestra do nosso mestre, Swāmi Dayānanda, cujo tema é a compaixão. Esta palestra faz parte da programação oficial da TED. Foi gravada na Chautauqua Institution (New York), em Outubro de 2009.

23/10/2019 · 1 mins de leitura >

Mudanças e Felicidade

O grande segredo, se há um neste jogo, é reconhecer que as mudanças fazem parte da própria dança da vida, mas nenhuma delas poderá trazer para nós felicidade, pois felicidade é o que já somos. Seria sábio lembrarmos disso a cada momento.

30/05/2019 · 3 mins de leitura >