Vedānta

Ação e Reação, Parte I

Quando você representa um papel, lembra sempre da sua identidade, porque o conhecimento do ator já está presente em você. Este conhecimento permanece mesmo quando você se identifica com o papel que representa. Você não precisa lembrar de si mesmo, porque conhecimento não é memória.

21/07/2011 · 14 minutos de leitura >

Sobre as Upanishads

Este conhecimento destrói as aflições de alguém, o que significa que elas se desintegram, fracassam e não retornam, quer nesta vida ou em qualquer outra. O autoconhecimento as remove por bem e isso ocorre porque a raiz da aflição é a ignorância sobre si mesmo. Então, o auto-conhecimento remove a causa da aflição tão completamente que coloca um ponto final ao efeito também.

12/06/2011 · 3 minutos de leitura >

Liberdade

Defino a liberdade de uma forma dupla: a liberdade do passado e a liberdade da liberdade do conceito de passado, presente e futuro. Estes são dois tipos de liberdade. A liberdade do passado se refere a sua própria vida passada, ou seja, nesta vida, a sua infância e assim por diante.

11/06/2011 · 2 minutos de leitura >

Reflexões sobre o Daksinamurti Stotram

Entre os stotrams compostos por Adi Shankaracarya, Sri Daksinamurti Stotram é um dos menores e ainda o mais rico. Com grande maestria, Shankara debate os argumentos daqueles que se sustentam numa visão dual do universo e estabelece a sua visão não dual. Iniciando com uma visão plural da nossa percepção em relação ao mundo, o stotram revela que esta visão está sustentada por uma realidade, livre de limitações. E esta verdade deve ser revelada com a ajuda de um professor adequado.

27/05/2011 · 6 minutos de leitura >

Descobrindo o Amor

O Amor é um assunto muito antigo. Sábios védicos, dramaturgos, músicos e poetas glorificaram a palavra “amor” e o significado da palavra “amor”. Amor não é uma emoção que está junto das outras: não é que existam muitas emoções e uma delas é o amor. É precisamente por isto que temos de descobrir o amor.

03/05/2011 · 2 minutos de leitura >

A palavra e o que ela revela

As palavras conhecidas não podem revelar Brahman, porque todas as palavras conhecidas são as palavras que nós reunimos para descrever as coisas que nós já conhecemos, as quais são de natureza limitada, como um pote, por exemplo. Todas estas palavras conhecidas são as palavras que tratam de gênero ou espécies, atributos, ações e relacionamentos.

21/04/2011 · 3 minutos de leitura >

O Ser é existência, conhecimento e plenitude

É sabido que o objetivo do estudante dos Vedas, assim como o objetivo do Yoga, é moka, a libertação. Isso implica a total eliminação do sasāra. A morte do corpo físico não é o fim do sasāra pois, após essa morte, há novos nascimentos, mesmo que eles aconteçam noutros planos (loka).

11/02/2011 · 4 minutos de leitura >

O problema é você, a solução é você. Parte III

Nesta terceira e última parte do livro de Swami Dayananda, The problem is you, The solution is you, Swamiji nos mostra que para todos os tipos de problemas existe uma solução.

O Problema é Você, a Solução é Você. Parte II

Dando continuidade ao livro The problem is you, The solution is you, nesta segunda parte, Swami Dayananda nos fala sobre a procura incessante daquilo que pode estar bem à nossa frente mas, devido à ignorância, não percebemos. Para uma proveitosa compreensão do texto, sugerimos a leitura da primeira parte: “O problema”. No entanto, a sabedoria aqui presente independe de qualquer outro complemento.

O problema é você, a solução é você. Parte I

Na maioria das vezes achamos que os problemas com os quais nos deparamos são muito complicados, que não merecemos tê-los e às vezes pensamos que jamais irão se resolver. The problem is you, The solution is you, é um valioso livro escrito por Swami Dayananda.