Todos os Artigos

Cura do Egoísmo, Arāṅyaka Gānam

“O Alimento que chega para aquele que não o compartilha é de fato um desperdício. Essa é a verdade. Eu, o sábio, declaro isto. O Alimento que alguém consome desta maneira não é apenas desperdiçado. De fato, provoca a própria morte da pessoa. Ele não alimenta nem os devas nem os homens que chegam à sua porta como hóspedes, esperados ou não, ou amigos. Comendo sozinho, ele torna-se o parceiro do erro e mais nada”.

15/11/2019 · 6 mins de leitura >

Candali Prāṇāyāma

Caṇḍalī prāṇāyāma, o prāṇāyāma energizante, é também conhecido em tibetano como tummo (gtum-mo). O nome Caṇḍalī (चण्डली) está vinculado com Durgā Devī, a Deusa da Força. Esta prática aparece nos antigos textos do Hevajra Tantra e do Mahāsiddha Kṛṣṇācarya. O que é Candali? Candali é um dos muitos nomes da Deusa, e alude ao seu […]

08/11/2019 · 2 mins de leitura >

Chaves para a Felicidade

A primeira chave e o desejo de liberdade. A segunda é o discernimento, a capacidade de distinguir o real do aparente. Isso significa transcender a nossa história pessoal e deixar de lado a subjetividade do ego. Questionar a personagem que construímos ao longo da vida. Nesse sentido, o Yoga é uma revolução interior. Pede-se coragem para dar esse passo. É necessário compreender as causas reais do mal-estar.

06/11/2019 · 8 mins de leitura >

Mahalila, o Jogo do Autoconhecimento

O Mahalīla, jogo milenar hindu, é para os indianos o que o tarô é para os europeus e o I Ching para os chineses: uma descrição dos estados, experiências e situações pelas quais circula o homem no processo de crescer através da vida

06/11/2019 · 6 mins de leitura >

Kenopaniṣad, a Upaniṣad da Grande Pergunta

Edição da Kenopaniṣad completa, com comentários de Swāmi Dayānanda.

05/11/2019 · 11 mins de leitura >

Você sabe parar?

Parar é essencial se quisermos manter a felicidade e a sanidade nos dias de hoje. Todo o mundo está procurando a felicidade; alguns procuram até a imortalidade, mas quase ninguém sabe o que fazer num sábado chuvoso.

05/11/2019 · 4 mins de leitura >

Amṛtabindu, o Néctar da Imortalidade

A Amṛtabindūpaniṣad é um antigo texto védico, vinculado ao Kṛṣṇa Yajurveda, uma das quatro grandes coleções de mantras que constituem o alicerce da tradição védica e, por extensão, de todas as formas de Yoga. Ela é considerada uma Upaniṣad menor. Ou seja, pertence àquele grupo das Upaniṣads que não foram comentadas pelo grande sábio Ādi Śaṅkarācārya. Por outro lado, também é classificada como uma Yogopaniṣad, ou uma Upaniṣad do Yoga.

04/11/2019 · 14 mins de leitura >

O Oceano da Vida

Bahr Al-Hayat, ou "O Oceano da Vida", é um incrível texto sufi sobre Haṭhayoga do início do século XVII, atribuído ao sábio Muhammad Ghawth Gwaliyari. Dizemos incrível, pois ele mostra a tolerância e o interesse do sufismo pelas práticas do Haṭhayoga tântrico que eram muito populares na época. O texto foi encomendado pelo Imperador Jahangir, pai do Shah Jahan, construtor do Taj Mahal.

04/11/2019 · 2 mins de leitura >

Rāmagītā, a Canção de Rāma

Este é um dos textos mais claros e importantes da nossa tradição, pois revela a visão de si mesmo como Ilimitado, de forma direta e simples.

04/11/2019 · 4 mins de leitura >

Tadāsana ou Samasthiti, a Postura Fundamental

Taḍāsana: a Postura da Montanha. Este é o āsana incial, ponto de partida e base para todos os demais.

01/11/2019 · 2 mins de leitura >